Veja essas 5 palavras e expressões racistas para eliminar do seu vocabulário!

4 minutos para ler

De acordo com uma pesquisa do Nube, 15,92% das pessoas negras afirmaram sofrer preconceito no ambiente de trabalho, mesmo que de forma velada. Isso quer dizer que, ainda que os negros recebam políticas compensatórias para entrar em universidades e ocupar boas vagas de trabalho, o preconceito não deixa de existir. Um exemplo é o uso de palavras e expressões racistas remetidas à época do Brasil Colônia, que associa essas pessoas a algo negativo.

O Brasil recebeu várias heranças do período colonial e isso é sentido até hoje: os indígenas têm suas terras sendo tomadas, mesmo sendo suas por direito. Também, a maior posse de terra e de privilégios se mantém nas mãos de latifundiários e as pessoas negras continuam inferiorizadas em diferentes aspectos, entre outros exemplos.

Nesse último caso, não há como deixar o preconceito para trás e continuar com palavras e expressões racistas que lembrem situações dolorosas vivadas por negros ao longo da história. Por isso, preparei este post com 5 das várias expressões racistas que devem sair do seu vocabulário, principalmente dentro do ambiente empresarial. Continue a leitura e descubra!

1. Não sou tuas negas

A expressão que, além de racista, é machista. Normalmente, é utilizada quando alguém quer dizer que a pessoa não é qualquer uma para ser tratada de determinada forma. Acontece que, se analisarmos bem, o que alguém diz com essa frase é que se fosse uma mulher negra poderia ser submetida a esse tipo de tratamento.

‘’Não sou tuas negas’’ surgiu na época da escravidão, em que mulheres negras eram tratadas como um objeto de satisfação sexual pelos homens brancos. Em outras palavras, era muito comum que ocorressem assédio e estupros de forma naturalizada. Enquanto isso, as mulheres brancas, comumente, recebiam o estereótipo de pessoas puras, que deveriam ser preservadas para a função de boa esposa, mãe e dona de casa.

2. Denegrir

Em que contexto você ainda usa essa expressão? Esse é um termo recorrente quando alguém quer dizer que algo foi difamado.

No entanto, pelo real significado no dicionário Michaelis, seu sentido é ‘’tornar negro’’. Assim, não faz sentido querer combater o racismo e usar uma palavra que coloca algo negro de forma pejorativa.

Powered by Rock Convert

3. Cabelo ruim\duro\pixaim

A estética de pessoas negras é normalmente desvalorizada diante da branca. Com relação ao cabelo afro, isso não poderia ser diferente. Então, quando se diz que um cabelo cacheado e\ou crespo é ruim, é isso que queremos dizer, que esse tipo de cabelo não é bom o suficiente como o liso, associado a pessoas brancas.

4. Da cor do pecado

Lembra-se de quando falei que mulheres negras eram tratadas como objetos sexuais no período escravocrata? Quando se usar o termo ‘’da cor do pecado’’, mesmo que a intenção seja de elogiar, isso significa que a cor de pele escura é mais sedutora e tentadora.

Em uma sociedade religiosa, o pecado não é bem visto. Dessa maneira, ter uma pele negra também não poderia ser coisa boa, segundo a expressão. Além do mais, ela também serve como uma justificativa para os atos de assédio cometidos contra essas mulheres. Assim, trata-se de um ato racista e machista, disfarçado de exaltação estética.

5. Inveja branca

Se algo ruim é associado à cor negra com a expressão ‘’denegrir’’, ter inveja branca de alguém é algo positivo. Em outras palavras, quando eu utilizo esses termos, reforço a ideia de que a cor preta está associada a comportamentos negativos e a branca, aos positivos.

Percebeu como existem inúmeras palavras e expressões racistas e que são usadas na infância, programas de televisão, universidades etc.? Assim, é necessária muita desconstrução, empatia e conscientização para abandonar de vez esses termos.

Além disso, no trabalho, você pode fazer ainda mais e estimular denúncias e até advertências para quem não se adequar ao alinhamento. O racismo é um crime que não pode passar impune, especialmente nas empresas, e seus colaboradores afro-brasileiros precisam ser protegidos disso.

Gostou do post? Aproveite a visita ao blog para assinar nossa newsletter e ficar por dentro das atualizações de conteúdo que trago para você!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.