Sabia que a depressão entre negros é cada vez maior? Entenda mais aqui!

4 minutos para ler

Qualquer pessoa, independentemente da circunstância, pode ser afetada pela depressão. No entanto, imagine alguém que, desde o nascimento, transita em uma sociedade em que boa parte das pessoas a enxergam de forma inferior por causa da cor da sua pele. Por isso, precisamos falar sobre a depressão entre negros.

De acordo com pesquisas realizadas pelo Ministério da Saúde, os negros têm 45% a mais de chances de se suicidarem do que os brancos. Quando se trata de jovens na faixa etária entre 10 e 29 anos, o risco é ainda maior. Além disso, enquanto a taxa de mortalidade por suicídios entre jovens brancos se manteve estável de 2012 a 2016, a de negros aumentou 12%.

Percebe o quanto a depressão entre negros é um assunto bastante sensível? Continue a leitura, descubra mais sobre as razões por trás desses índices e como ajudar essas pessoas ou ser ajudado!

Principais causas de depressão entre negros

O Brasil é um país que cresceu em cima do racismo, tendo sido o último país a assinar a libertação dos escravos — há 131 anos — e que pouco se preocupou com políticas de reinserção, para que esses escravizados pudessem viver com condições mais dignas.

Assim, era de se esperar que a população negra passasse por dificuldades ligadas à sua cor de pele até os dias atuais. Então, essas circunstâncias se tornaram fórmulas fáceis para os negros desenvolverem a depressão e acreditarem que a melhor alternativa é o suicídio.

Violência física

Se você prestar atenção aos noticiários, vai perceber que a violência policial atinge mais negros do que brancos. Em muitos casos, essas pessoas são inocentes e foram confundidas com bandidos: como o jovem que morreu no Rio de Janeiro e carregava um saco de pipocas, confundido com uma arma ou os cinco adolescentes mortos inocentemente após o disparo de mais de 20 tiros no carro em que estavam.

Devido a enorme quantidade de acusações injustas recorrentes na população negra, não é difícil imaginar o temor com relação à violência policial. No entanto, é importante destacar que essa maior incidência de violência não se restringe aos policiais: os negros também são as maiores vítimas em casos de homofobia, por exemplo.

Powered by Rock Convert

Sentimento de exclusão

Conforme mencionado, a população negra nasce em uma sociedade que cresceu em cima de um racismo estrutural acostumado a inferiorizar os negros e que, mesmo após o fim da escravidão, não se preocupou em reinseri-los na sociedade. Por essa razão, essas pessoas têm menos oportunidades de entrar em boas escolas, faculdades e no mercado de trabalho.

De acordo com dados, o desemprego é mais alto para negros (14,6%) do que brancos, (11,9%). A taxa de analfabetismo para brancos é metade da registrada para pretos e pardos; enquanto a conclusão do ensino superior é 22,9% para brancos e 9,3% para negros.

Problemas na família e/ou comunidade em que vivem

Além de carregar o constante medo de ser confundida com bandidos por conta da sua cor de pele, a população negra tende a se instalar em espaços urbanos mais insalubres e sem assistência, como os morros. Afinal, foi a alternativa que restava, já que não foram dadas as assistências suficientes.

Então, é comum que boa parte dessa população precise lidar, muitas vezes, com a ausência de saneamento básico, constantes intervenções policiais na região em que moram (o que pode resultar em vítimas de bala perdida) etc.

Problemas de autoestima

Além do mais, não se pode deixar de mencionar que, tradicionalmente, as mídias evidenciam físicos de pessoas brancas como o padrão de beleza a ser seguido. Assim, pessoas negras também podem sofrer problemas de autoestima.

Ou seja, há muito o que ser trabalhado para diminuir os índices de depressão entre negros. Isso vai desde a reflexão da branquitude e desconstrução de privilégios raciais até a criação de programas de ações afirmativas em todas instituições. Certamente, também não podem faltar as ferramentas disponibilizadas pela psicologia, como terapia, oficinas de grupo etc.

Então, gostou do nosso post? Aproveite e compartilha nas redes sociais para ajudar seu grupo de amigos a ter acesso a este conteúdo!

Preconceito InstitucionalPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.